Diante de um mercado cada vez mais agressivo a Inovação deve ser acompanhada pelo registro de Marcas e Patentes

Imagem relacionada

A economia atual exige movimento, de um lado consumidores adotando novos comportamentos, quebrando paradigmas em busca de produtos com mais qualidade e custo benefício. Do outro, empresas cada vez mais inovadoras buscando atrair mercado e sanar as necessidades desses consumidores em constante transformação. A consequência desse ciclo é a rapidez de produção de novos conhecimentos e o aumento de novas empresas, deixando o mercado ainda mais competitivo.

Diante dessa concorrência, copiar e piratear se tornou algo corriqueiro. Muitas empresas pegam carona no sucesso de outras, copiam nomes e estilos de logomarca, ou seja, criam réplicas a baixo custo e vendem, o que acaba confundindo o consumidor que pode vir a comprar algo de baixa qualidade por engano. O resultado disso, é uma maior conscientização sobre a importância do registro de marcas e patentes, que passou a ser cada vez mais procurado por empreendedores que buscam a proteção de marcas e produtos inovadores.

Segundo informações do site do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), em 2018, só no estado de Santa Catarina surgiram 20663 novas empresas e cerca de 10089 registros foram realizados. Ou seja, quase 50% desses empreendedores já buscaram se proteger e ter exclusividade no mercado.

A empresaria Jussiane Siqueira, que é especialista na área, explica que o registro se tornou uma ferramenta crucial de criação de identidade, pois o nome da empresa tem como objetivo conectar a marca ao público desejado. Além de garantir o uso exclusivo de um produto ou marca, oferecendo mais segurança para a empresa se tornar cada vez mais disruptiva e forte no mercado, evitando assim problemas futuros.

Jussiane observa que o registro também oferece outros benefícios como o aumento do valor da empresa, facilidade de identificação pelo cliente, maior credibilidade no mercado, possibilita franquear a marca, garante segurança nos investimentos de propaganda e proteção comercial e jurídica contra o uso indevido de terceiros.

Os custos necessários com o registro de marca não devem ser levados como gastos e sim como investimento, pois refletem diretamente no fluxo de caixa da empresa, ganhando mais valorização e credibilidade, afirma Jussiane. Ela ainda lembra que muitos empresários tentam fazer os seus registros sozinhos pelo site do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), mas esclarece que o processo é bem complexo para usuários inexperientes e que muitas empresas especializadas oferecem o trabalho por baixo custo e garantem a conclusão do processo que envolve inúmeras etapas e burocracias.

O INPI é o único órgão que realmente garante a segurança da marca e por todo o território nacional, porém o processo de registro é longo. Após a confirmação se a marca já existe no mercado, inicia o processo de julgamento do INPI que dura cerca de dois anos e resulta em uma resposta do órgão aprovando ou negando. Se negar deverá ser iniciado um processo de defesa e se aprovar o cliente terá o direito sobre a marca por 10 anos, sendo prorrogáveis.

Jussiane Siqueira

A INOMAP é uma empresa que trabalha com inovação em assessoria de MARCAS, PATENTES E DIREITOS AUTORAIS. Temos uma equipe de advogados e engenheiros com experiência de mais de 30 anos de mercado, podendo assim resguardar melhor o direito de PROPRIEDADE INDUSTRIAL E INTELECTUAL de nossos clientes. Jussiane Siqueira CEO & Founder da empresa, trabalha na área de Propriedade Industrial e Intelectual desde 2000 e ama o que faz!

Website: http://www.inomap.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.